Vetc-vetecetera

O fórum da comissão de curso de Med. Vet. 06-11
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 S.O.T.A.O- "Isto não é"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
AnaMaria



Feminino
Número de Mensagens : 23
Idade : 30
Data de inscrição : 03/11/2008

MensagemAssunto: S.O.T.A.O- "Isto não é"   Dom Maio 10, 2009 1:38 pm

Helloo Pessoal!

O S.O.T.A.O- Sociedade Onírica De Teatro Amador Orgânico, grupo de teatro do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar- ICBAS tem o prazer de apresentar:

"Isto não é"

Encenação de Jorge Alonso,

Textos de Sergi Belbel, Miguel Gorriz e Luísa Costa Gomes.


Dias 13 e 14 de Maio- ICBAS sala I2, PORTO reservas: 919259877

Dia 15 de Maio Teatro da Comuna, FATAL- Festival Anual de Teatro Académico da Universidade de Lisboa
Bilhetes:
Teatro da Comuna (a partir das 20h)
Tel: 21 7221770
5€ público em geral | 3€ estudantes e profissionais e artes do espectáculoRESERVAS: Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE | Tel. 21 011 34 06Para as peças Site Specific: os bilhetes estão à venda no próprio dia, no local e horário da peça.

Dia 22 de Maio Ateneu Comercial, PORTO - Sarau Cultural AEICBAS- Associação de estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar



A DRAMATURGIA

Partimos do texto “Minim-Mal Show” de Miquel Gorriz y Sergi Belbel com um elenco de nove mulheres mais um homem e construímos uma dramaturgia com base no papel da mulher numa sociedade do espectáculo e da imagem na qual o homem faz parte, é o outro. Respeitando o texto de Sergi Belbel e a sua estrutura dramática em que rompe os esquemas tradicionais dos “sketches” ordenados, cruzámo-lo com alguns monólogos de mulheres comuns e banais do texto de Luísa Costa Gomes “Nunca nada de ninguém”, que reforçam a necessidade de comunicar ou ser reconhecido, o que nunca chega a acontecer.

Os subtis processos semióticos e temáticos articulam uma rede de sem sentidos, de forma a que o mesmo gesto, a mesma acção, a mesma palavra, pode adquirir um tom cómico ou trágico, como a vida em si vista através de um caleidoscópio que se empenha em desfazer o previsível e, dependendo dos gostos, podermos converter uma coisa em todo o seu contrário. As relações dos personagens e os seus problemas de comunicação são o objecto de um relato com humor e crueldade.

O gesto, a palavra, a frase mínima e o silêncio são alguns dos elementos em que se relacionam. Os personagens combinam-se de todas as formas possíveis, a música marca a mudança, é repetitiva e cria uma base dramatúrgica. A acção decorre num único cenário um espaço asséptico, vazio..

Jorge Alonso



SINOPSE

Vários quadros representados por dez interpretes/personagens, um homem e nove mulheres. Todos eles jovens, todos eles com um toque de distinção, de aparente “glamour”, como se estivessem numa passerelle de moda, desfilam perante o espectador e mostram a sua trivialidade. Cada pose é uma fugaz história que nos fala de encontros e desencontros. E de desenlaces inesperados. Humor, erotismo, absurdo, um simples cumprimento pode se transformar numa catástrofe.

O Amor à geometria, o cuidado das figuras, a segurança em si mesmos – nos seus erros e como os assumem com uma impressionante indiferença, de desolação, de tragédia quotidiana .

Uma montagem sequencial fragmentada minimalista, em que o importante é tanto o que se diz como a forma de o dizer.

É um espectáculo de”gags” rápidos, de ritmo vertiginoso; uma montagem quase televisiva que se pode ver com um sorriso e que em mais de um momento, se vê apanhada pelo drama que as situações ocultam.

Seres triviais, facilmente reconhecíveis e tristemente reais com uma existência trágica. Representam personagens quotidianos em situações quotidianas, estereótipos urbanos. Dez seres humanos que querem ser belos, que se querem ligar, que querem comunicar que querem seduzir... mas que não se encontram, que não comunicam, que circulam por uma rua ou por uma passerelle de moda, perdidos.

Como uma tribo de seres felizes, que passe o que se passar estão sempre contentes. Catástrofes, dramas, fracassos... e eles seguem imperturbáveis e crêem que têm sorte.

Jorge Alonso


Intérpretes

Ana Maria Coelho

Ana Luísa Silva

Ana Rita Mesquita

Cristiana Justo

Livia Roggero

Luísa Fidalgo

Mariana Brandão

Natália Prata

Rita Morais

Sérgio Lopes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nel



Feminino
Número de Mensagens : 248
Idade : 28
Localização : City of Delusion, Cydonia
Data de inscrição : 08/11/2008

MensagemAssunto: Re: S.O.T.A.O- "Isto não é"   Dom Maio 10, 2009 10:01 pm

Fizeste mto bem em postar aqui ana Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
S.O.T.A.O- "Isto não é"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» "ALMEIDA REVISTA E ATUALIZADA" – UMA BÍBLIA ECUMÊNICA?
» Desafio aos cristãos: LER "DEUS: UM DELÍRIO"
» CUIDADO COM O PREGADOR: "IRMÃO ELI SORIANO"
» Estudo bíbico " A salvação"
» Eletricidade - "Carga Fixa em A"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vetc-vetecetera :: Arte, cultura e diversão-
Ir para: